0

Cervejas do meu mundo afora: Colônia Negra

A surpresa foi grande em encontrar essa cerveja. Nós já conhecíamos a Colônia Pilsen, que encontramos na Feira de São Cristóvão, mas não imaginávamos encontrar outros rótulos aqui no RJ.

Tipo Stout. TIPO. Enough said.

Confesso que foi com grande desconfiança que a levamos pra casa, mas a surpresa foi razoavelmente boa. É realmente uma Stout que merece ser conhecida e degustada, principalmente pelo seu custo/benefício. Compensa para quem gosta de cerveja escura e não quer o super doce de uma Malzbier (Que, na nossa opinião: Blergh! XP)

Encontramos também no último fim de semana, mas foi comprada no supermercado Intercontinental de Coelho Neto (perto da estação do metrô com mesmo nome). Sim, nós andamos pra caramba e sempre que podemos damos um “confere” nos mercados próximos em busca de novidades. E, em geral, vale a pena! ;)

Fica a dica!

0

Cervejas do meu mundo afora: Brooklyn Post Road Pumpkin Ale

Nosso final de semana foi “florido” de descobertas cervejeiras, então pra manter vocês atualizados, vamos postar as cervejinhas do último “findi”. ;)

Desce a Brooklyn Post Road Pumpkin Ale:

Pelo estilo Ale, é ótima, agora, pelas especiarias…

A de hoje é uma Pumpkin Ale produzida pela Brooklyn e como o nome sugere, na receita constam abóbora e especiarias. Para nós foi uma excelente cerveja tipo Ale mas não notamos os ingredientes destacados (juro!). Talvez um apreciador com paladar (bem) mais apurado consiga mas nós, pobres mortais… De qualquer forma recomendamos, pois gostamos muito dela pela qualidade, aroma e sabor.

E pela linda tampinha abóbora! :D

Assim como a Manneken Pils, cerveja de ontem, este também foi comprado no Prix da Conde de Bonfim, na Tijuca.

Fica a dica!

0

Cervejas do meu mundo afora: Manneken Pils

A cerveja de hoje foi descoberta por acaso no supermercado Prix da Tijuca, na Rua Conde de Bonfim (visitem, tem cerveja que não acaba mais!) e é perfeita para os dias quentes que temos enfrentado.

A surpresa com o seu ótimo sabor foi enorme, com apenas 5% de teor alcoólico, é uma cerveja gostosa e fácil de ser apreciada. Em sua lista de ingredientes constam água, malte, lúpulo, milho e leveduras. Amigos, confiem, o sabor é ótimo. O slogan “The Belgian Spirit” é verdadeiro, pois até agora nunca provamos uma cerveja belga de que não tenhamos gostado.

Manneken Pils, da cervejaria Lefebvre:

Mermão, parece uma lager com um gosto delicioso! Viva o espírito belga! :D

São 330ml de boa cerveja por R$ 4,90 e valeu a pena. Corre pro Prix da Tijuca pra aproveitar.

Fica a dica!

0

Bonecos Playmobil viram história no Rio

Os famosos bonequinhos estão no Museu Histórico Nacional com várias caracterizações de personagens históricos brasileiros! A exposição que começa hoje e vai até o dia 23 de novembro, traz também o material que conta a história dos quarenta anos do brinquedo:

Uma boa pedida para o fim de semana com as crianças!

Onde: Praça Marechal Âncora, s/nº, Centro
☎ 3299-0360, Ter. a sex., 10h às 17h30; sáb. e dom., das 14h às 18h. R$ 8,00 (aos domingos a entrada é gratuita).

Fica a dica!

 

0

Cervejas do meu mundo afora: Ravache Munich Dunkel

Quinta já é quase fim de semana, então vamos de dica de cerveja para você já se programar. ;)

Conhecemos por acaso a Ravache Munich Dunkel numa das andanças a mercados (Façam isso! São ótimas fontes de descoberta cervejeira).

ravache munich dunkel

Com 5,3% de teor alcoólico e cinco tipos de malte, ela tem o aroma de uma boa cerveja escura e é fácil de beber. Esperávamos mais dela por conta da irmã tradicional pilsen que, por ser fabricada de acordo com a lei de pureza alemã, tem um gostinho todo especial. Mas vale a experiência e tem um preço ótimo para o estilo.

Fica a dica!

0

Cervejas do meu mundo afora: Paulaner Hefe-Weissbier Alkoholfrei (Sem álcool)

É, nós resistimos muito até experimentar a Paulaner sem álcool, não porque duvidávamos do seu sabor, mas porque era sem álcool mesmo! rs

Tão fácil de beber que quase perde a graça. Quase!

Bem, esse dia chegou e comprovamos que ela é muito boa, assim como todas que provamos da família Paulaner. É claro que a falta do álcool muda um pouco o sabor, mas não compromete.

A experiência foi a título de curiosidade mesmo, sendo assim seguimos bebendo as cervejas tradicionais. Se você por algum motivo precisa consumir cerveja sem álcool, super recomendamos esta Paulaner.

OBS: Ela não é exatamente sem álcool, já que contém 0,5% de graduação alcoólica, então, prestem atenção! ;)

Mesmo sem álcool, a cerveja é bonita! :)

Fica a dica!